Qual o objetivo da psicoterapia?

Muitas vezes a pessoa padece acessos emocionais (bombardeio de afetações psicofísicas) tão severos e tão freqüentes que entram em esgotamento emocional ou em descontrole emocional, de tal forma que a emoção toma conta do seu ser. A pessoa que está descontrolada emocionalmente não consegue resolver sua situação, e ao tentar sozinho buscar a saída, esbarra nas impossibilidades e se emociona.  

O psicodiagnóstico clínico na psicologia existencialista

O psicodiagnóstico clínico, que é a primeira fase do processo terapêutico, consiste na demarcação do que está acontecendo em termos emocionais com o paciente através de um inventário detalhado da situação emocional do paciente, de tal forma a se ter esclarecido:
 

Como é o processo de psicoterapia clínica na psicologia existencialista científica?

A partir do diagnóstico e da demarcação do que está acontecendo com o paciente em termos emocionais, é que se define o passo seguinte no processo terapêutico que é a intervenção. As providências terapêuticas serão diferentes conforme for a complicação do paciente verificada e demarcada no processo de diagnóstico.

 

O que é a Psicologia Existencialista

Este texto se fundamenta na tese de doutorado da psicóloga Dra. Daniela Schneider que apresenta novas perspectivas para a psicologia clínica a partir das contribuições de Sartre.

A Psicologia Existencialista é um método terapêutico desenvolvido por Jean Paul Sartre (1905-1980) e intelectuais que o sucederam como Laing, Cooper, Van Den Berg e Thomas Szazs. Vários são os livros de Sartre que elucidam a Psicologia existencialista: A Imaginação (Sartre,1936), A Transcendência do Ego (1937), Esboço de uma teoria das Emoções (1939), O Imaginário (1940), O Ser e o Nada (1943) e Crítica da Razão Dialética (1960). E através das biografias Baudelaire (1947), Saint Genet: autor mártir (1952), e O Idiota da Família: Gustave Flaubert, de 1821 a 1857 (971). Sartre aprofundou as possibilidades metodológicas de se conhecer concretamente a personalidade e as emoções, a partir de uma psicologia que se baseia na fenomenologia e na antropologia.

 

As Emoções

As emoções fazem parte da vida de qualquer ser humano, sejam elas positivas ou negativas. Mas o que é a emoção? Ela é passível de ser estudada pela Psicologia? Como é possível o fenômeno emoção ocorrer? Quais as suas condições de possibilidade? Como ocorre de uma pessoa se emocionar? O que é comum nas emoções?